Várias coisas boas acontecem em BH, e que tal tornar público?
Viu algo legal e quer compartilhar?
Tem alguma boa história para contar?
Então, conta pra gente!

PHPMG reúne programadores e programadoras para ciclo de palestras

A PHPMG realizou no último o sábado o décimo encontro do PHPMG TALKS, o evento contou com dois palestrantes e um grande número de mulheres programadoras. O meetup tem como objetivo discutir assuntos relevantes para o universo da programação, nesta edição os temas abordados foram :  Using RubyOnRails REST & AJAX with PHP com Júnior Grossi e Os Pilares da Orientação à Objetos e do SOLID numa perspectiva prática com a palestrante Lorena Souza. O evento aconteceu no espaço ThougtWorks e foi totalmente gratuito.

Essas e todas as outras edições do evento acontecem de graça, isso graça aos patrocinadores e as doações anônimas que o grupo recebe.

A ideia de não ser um evento pago vai de encontro com as intenções dos organizadores que realizam as palestras com o intuito de abordar diversos assuntos e possibilitar o networking com a comunidade, empresas e instituições de ensino. Dessa forma, procuramos fazer um evento sempre acessível. Explica Lucas Menzêncio, um dos organizadores do evento.

 

Palestrantes

As palestras têm como norte despertar novos usos de códigos que sejam mais limpos (clean code). O evento mostrou como fazer linhas de códigos que possam ser entendidas pela comunidade de desenvolvedores sem dificuldade.

Junior Grossi é mestre em ciência da informação e tem doze anos de experiência como desenvolvedor web e trabalhou o tema Using Ruby On Rails REST & AJAX with PHP, tratando do assunto de maneira explicativa e prática.

Lorena Souza é graduada  em Sistemas de Informação e atua na área há sete anos. E fez uma  palestra  que respondeu várias questões de como facilitar  e orientar objetos para que o código pudesse ser mais leve. A palestrante  ressaltou a importância do pensamento “Lean” para compreender  e organizar toda a arquitetura da informação.

Questionada sobre a atuação das mulheres no mundo da programação Lorena ressalta que: Quando eu comecei a programar em 2010, eu era a única programadora em diversos ambientes. A primeira vez que eu tive a experiência de trabalhar com uma mulher do meu lado foi aqui na ThoughtWorks, que por sua vez foi semana retrasada. Então, está aumentando, mas ainda são poucas meninas e nós estamos nos esforçando para incentivar mais. As mulheres ainda enfrentam vários problemas nessa carreira. Inúmeras baias. Essas baias são oriundas de uma sociedade machista em que estamos incluídas. Geralmente dizem que a área das exatas não é para as  mulheres, e isso é uma mentira, por esse motivo  as mulheres acham que são incapazes, já que a maioria desses cargos são ocupados por homens. Mas, de maneira geral, estão  acontecendo mais eventos que apoiam e ajudam as mulheres a desenvolverem.

 

Público Interessado

Os encontros da PHPMG já caíram no gosto dos participantes e contam sempre com a presença de um público fiel e interessado nas questões discutidas como é o caso de Luanna Guedes, de 37 anos que trabalha como Social Media em BH, para ela que é formada em Análise de Sistemas , e mesmo sem atuar na área o evento tem atrativos, como a intenção de ajudar na inserção das mulheres no mercado da programação.

Sim, vejo um incentivo maior dentro das comunidades de tecnologia para a participação e engajamento feminino, percebo também  o crescimento de vertentes em empresas – infelizmente ainda poucas -, mas pioneiras, com incentivos voltados ao público feminino, o que encoraja mais a entrar no mercado.   

Dificuldades inúmeras. Ser mulher desenvolvedora é provar diariamente que é capaz, não muito diferente da realidade feminina de ter que afirmar apta a algo perante a sociedade, mas em tecnologia o agravante é a falta de incentivo na infância e até mesmo durante toda a vida a entender a área como possível à todos, acessível e ampla em possibilidades. Afirma Gabriella Navarro, 32, que tem como objetivo começar logo seu trabalho com tecnologia.

Serviço

Quem contou?

Cássio Leonardo
Equipe BHOL
TAGH Publicidade

Quando contou?

02/05/2017